24.8.13

Resenha - "Delírio" de Lauren Oliver (Delírio #1)

Achavam que amar era algo sublime. Mas isso foi antes de encontrarem a cura.

Delirium

Autor: Lauren Oliver
Páginas: 342
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance/Ficção
Classificação: 

Sinopse:  Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?.


__________

(Antes de dar início a resenha, queria deixar claro que ainda não existem palavras capazes de expressar o meu amor por essa série, e por isso acredito que minha opinião vá ficar um pouquinho parcial nesse texto, rs.)  

Delírio caiu nas minhas mãos de uma maneira um pouco fora do comum, ganhei de uma amiga no começo de 2012, antes dele chegar nas lojas do Brasil, quando eu nem tinha ouvido falar nele e acredito que a maioria de vocês também não. Ao me entregar o livro, ela justificou o presente da seguinte forma: "li a sinopse e a personagem principal parece bem bobinha e apaixonada, igual você". Ela estava certa e errada ao mesmo tempo, certa porque eu sou bobinha e apaixonada, e errada porque Lena Haloway passa bem longe de ser bobinha. 

Quando recebi o livro, de cara não dei muito pra ele, apesar dele ser bem misterioso e a capa ser linda! Comecei a leitura por não ter outra coisa pra ler, e na metade do segundo capitulo eu já estava apaixonada loucamente pelo enredo, pela Lena, e por essa utopia que Oliver criou. A história é muito bem ligada e incrivelmente criativa. Quem um dia iria pensar em uma realidade onde o amor é uma doença mortal, e que deve ser erradicada? 

"Mas eu sei que não vou - não posso - dizer nada disso. Além do mais, o problema não é realmente que ele faça barulho para respirar ou que seja alérgico a tudo. O problema não é nem que ele não me ache bonita. O problema é que ele não é Alex."

Lena faz duas coisas completamente proibidas: 1- Se apaixona, o que é totalmente inaceitável, visto que o amor é uma doença contagiosa e mortal.  2- Se apaixona por um inválido. Que no caso, vocês vão ter que ler o livro para entender o que significa. Mas ao contrário da maioria das personagens principais dos livros YA, Lena é corajosa e luta pelo que quer! Ela não mede esforços para chegar no seu objetivo e eu amei essa característica dela.  

E o incrível da escrita maravilhosa de Lauren Oliver, é que o livro não é apenas isso. Não é só sobre a Lena lutando por seu amor, ela também tem outros problemas que a dilaceram por dentro há anos, como o suposto suicídio de sua mãe quando ela ainda era apenas uma criança. 

"Não sei se esses sentimentos - essa coisa crescendo dentro de mim - são algo horrível e doentio ou o melhor que já me aconteceu.Seja como for, não consigo contê-los. Perdi o controle. E o verdadeiramente doentio é que, apesar de tudo, estou feliz."  

O livro me cativou do começo ao fim. Me identifiquei tanto com essa história de amor proibido e até um pouco doentio, que não consegui largar a história até a pagina final. Li Delírio em dois dias e assim que encerrei a leitura me vi meio sem propósito. Juro, esse livro arrebentou meu pobre coração! Passei uns três dias chorando com o final e louca pra ler a continuação. Recomendo demais essa leitura, Delírio é um dos meus livros preferidos, se não for o preferido. 

Delírio é o primeiro de uma série de três livros, Pandemônio é o segundo (logo sai resenha no blog!) e o ultimo que ainda não foi lançado no Brasil, se chama Requiem.  

"Amor: uma unica palavra, algo delicado, uma palavra que não é mais larga ou longa que uma lâmina. É o que ela é: uma lâmina, uma navalha. Ela corre pelo centro de sua vida, cortando tudo em duas partes. Antes e depois. O restante do mundo cai em ambos os lados.
Antes e depois - e durante, um momento que não é mais largo ou longo que uma lâmina."







5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Não gosto de livros desse gênero, mas você me pegou com a frase "história de amor proibido e até um pouco doentio" - isso me deixou realmente curiosa... Hahahah
    Talvez eu leia, depois dos outros 300 livros que pretendo ler! hahah
    Ótima resenha!


    http://sobrelivroseletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Também já ganhei livro porque a pessou achou que ia parecer comigo kkk
    Eu acho a capa estranha xD Não sei se vendo ao vivo fica melhor já que até agora só vi no computador, mas tá..
    Amei a resenha, deu mais vontade de ler o livro *-* Obrigada por avisar, ainda não tinha lido resenha dele!

    Beijos :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. adorei a resenha e me interessei ainda mais pela leitura. Quero descobrir como o amor é tratado como uma doença e porque as pessoas acreditam nisso.

    http://www.minhassimpressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nunca li Lauren Oliver e tenho muita vontade de ler este livro! Adorei sua resenha.
    Beijos

    Dani
    http://chabiscoitoseumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

© BL Design - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo