13.12.15

#Literatura: Livros que quis ler, mas não li, em 2015


    Ok, o ano ainda não acabou, mas tenho certeza que não vou ler nenhum deles até dia 31 de dezembro.
    Eu lutei.
    Eu tentei.
    Eu me esforcei.
    Mas não rolou. Não consegui engatar a leitura, nem tomei coragem de começar. 2015 foi uma eterna ressaca literária (mas, grassazadeus, nos 45 do segundo tempo tudo voltou ao normal) . Até outubro, tudo que eu comecei eu abandonei e nenhuma história me pegou de jeito. Li algumas coisas boas, mas nada que me marcasse ou me deixasse querendo mais.
    Gostaria muito de estar fazendo um post com meus 6 livros preferidos de 2015 mas, como quem não tem cão caça com gato, aqui estou para falar dos livros abandonados deste ano.
 

   Maze Runner - Correr ou Morrer é um livro cheio de promessas. Estava louca para ler a série inteira, mas sempre protelei. Acabei fazendo a besteira de assistir o filme antes de ter o primeiro livro e dei com os burros n'água durante a leitura. A ausência do suspense da história acabou com a minha vontade de terminar o livro. Fui perdendo o interesse com o decorrer das páginas e, quando vi, o livro estava abandonado na minha escrivaninha. Se eu não tivesse assistido ao filme, provavelmente teria curtido a leitura. Mas, dessa vez, não deu.


    A Seleção da Kiera Cass foi uma das minhas séries preferidas de 2013. Devorei os três primeiros livros e fiquei esperando ansiosamente pela continuação. Assim que A Herdeira chegou nas livrarias da minha cidade, fui uma das primeiras a comprar. Não podia segurar minha vontade de começar a leitura! Entretanto, a ausência de America e Maxon, como personagens principais, me incomodou bastante. Além disso, achei a filha deles, Eadlyn, uma personagem intragável e mal construída. Isso foi diminuindo meu interesse, e antes do final do terceiro capítulo, abandonei a leitura.

   O Ladrão de Crianças tem uma premissa incrível. Uma sinopse forte e cheia de suspense. Quis muito ler! Até encomendei na distribuidora porque não tinha previsão de chegada na livraria. O primeiro capítulo? Ok. O segundo? Ah... ok. O terceiro? Não quis seguir com a leitura. O autor teve grandes dificuldades com o desenvolvimento da história. Páginas e páginas sem conteúdo e minha preguiça só aumentou. Não desisti do livro: pretendo recomeçá-lo com outros olhos em breve, mas, por enquanto, ele continua abandonado.


    Hell me interessou muito depois de ler uma resenha cheia de elogios em um blog. A ideia de uma milionária adolescente escrever sobre sua vida fútil e cheia de interesses vazios na cidade de Paris me agradou muito. Entretanto, a narrativa de Pille é confusa e desconexa. Talvez o erro tenha sido da tradutora, ou, até mesmo, meu. Não consegui seguir o fluxo da narração e logo me desinteressei. Pretendo ler até o final porque muitos dizem ser surpreendente. Mas hoje não.


   1984 e Admirável Mundo Novo são os únicos dessa lista que eu nem dei inicio à leitura. O curso de jornalismo (que fiz por 2 meses) pediu a leitura destes e eu comprei, toda empolgada. Com medo de abandonar, nem comecei. Por isso, eles estão na minha lista de primeiras leituras de 2016.

    Para 2016 quero, entre tantas outras coisas, ler como li em 2013. Quero me apaixonar por livros e personagens. Quero ler 1984, Admirável Mundo Novo, Hell e O Ladrão de Crianças. Espero que 2015 tenha sido apenas uma fase ruim com os livros, e que isso não continue. Quero uma estante lotada e cheia de capas, brochuras e páginas novas.
    Se você também abandonou alguns livros em 2015, me conte nos comentários! Vamos compartilhar nossa tristeza! hahahaha. E me indiquem livros bons - estou precisando!!

Espero que tenham gostado do post,
Vitoria

2 comentários:

  1. Eu adorei a seleção também, mas não me interesso muito nos outros. Já segui <3
    vickyvaleriano.com.br

    ResponderExcluir
  2. Achei interessante os livros.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© BL Design - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo