19.11.15

#VicaIndica: 4 filmes do Netflix para chorar as pitangas


    Não é novidade neste blog que eu sou a louca do Netflix. Passo horas e horas assistindo séries e filmes e incontáveis minutos zapeando pelo catálogo atrás do quê assistir. No geral, meus preferidos são os filmes românticos ou os dramas de crimes americanos (mas esses ficam para um próximo post). Gosto de filmes que dão uma sensação de quentinho no coração e, muitas vezes, dos que me fazem chorar.
    Tenho muitos dias de crises existenciais e, quando isso acontece, minha primeira atitude é me aconchegar no sofá e buscar por um filme que me envolva o suficiente para chorar um pouquinho. No caso destes que irei falar, chorar bastante.
    Gosto de chorar com filmes. Não sei por quê, só gosto. Apaixono-me pelos personagens e sinto-me parte da história deles.
    Há algum tempo, descobri um estilo de filme diferente, de categoria indie e quase independente, que é basicamente desenvolvido ao redor de dois personagens (o casal principal) e seu drama amoroso. A fotografia desses filmes costuma ser mais escura, com foco no rosto dos personagens, diálogos mais simples e uma trilha sonora mais intensa. São longas que não agradam todos os públicos, mas que não pede por um expectador mais atento. É preciso assistir com mente aberta, porque muitos não têm um final explícito, e paciência, porque o casal foge do comum dos filmes românticos.
    Se você está naqueles dias em que tudo te implora por uma tarde de filmes tristes, este post é perfeito para você!


6 Years
(6 Years)

     Este filme mostra o desgaste lento do namoro de Dan (Ben Rosenfield) e Mel (Taissa Farmiga). Eles estão juntos há seis anos e descobriram praticamente tudo da vida durante o relacionamento. Um não sabe mais o que é ficar sem o outro, e eles ainda são muito jovens, com uma vida inteira pela frente. Aos poucos, ambos vão percebendo que não se encaixam de forma positiva na vida do outro, mas eles não querem se separar. O amor existe, é forte e insistente, por isso eles precisam saber quais atitudes tomar.
   Fiquei apaixonada pelo drama dos dois logo nos primeiros segundos. Eles vivem uma vida de casados, mesmo morando em casas separadas. As brigas se intensificam e a dor nos olhos dos personagens é cada vez mais real. A atuação de Ben Rosenfield foi impactante e transformadora. Já conhecia Taissa Farmiga de American Horror Story, mas o papel de Mel é totalmente diferente de Violet. É um filme devastador e dolorido, que me fez odiar bastante o diretor, pela forma com que ele escolheu a disposição das cenas, e o personagem Dan, por ter mudado tão rapidamente durante o longa.
   6 Years me fez chorar igual uma criancinha e me deixou desesperada por uma continuação. Entretanto, a beleza deste filme está na maneira silenciosa com que ele termina.


Love, Rosie
(Simplesmente Acontece)

    Love, Rosie começa no aniversário de 18 anos de Rosie (Lily Collins), com ela pulando feito louca para comemorar seu dia com seu melhor amigo Alex (Sam Claflin). Ela está bêbada e o beija sem perceber, acordando um sentimento que ambos tentavam minimizar. Eles são amigos desde criança e guardaram seus sentimentos um pelo outro por todo este tempo. Quando um imprevisto acontece colocando-os em países e situações diferentes, é preciso ter muita força para manter a relação deles viva e calorosa. 
    Rosie é complicada e Alex destemido. Fica claro o tempo todo para o espectador que eles carregam um medo muito grande de se deixarem envolver um com o outro. Muitas cenas foram incrivelmente bem construídas, fazendo com que o filme trilhasse um caminho uniforme entre os acontecimentos narrados. Alex deixa Rosie acreditando nunca poder viver o amor que sente. Rosie deixa Alex ir por medo de não ser correspondida. Muitas reviravoltas acontecem no decorrer da trama, fazendo dela um clichê bem desenvolvido, com diálogos marcantes e uma linda fotografia. 
    Este filme é o menos dolorido dos 4 desta lista, mas não deixa de ser tão bonito quanto os outros, nem tão bem construído e (quase) inesperado. 


Like Crazy
(Loucamente Apaixonados)

    Anna (Felicity Jones) é britânica e está estudando nos Estados Unidos quando conhece Jacob (Anton Yelchin). Eles lentamente se envolvem e se entregam um ao outro, quando o visto de Anna expira e ela é obrigada a voltar para a Inglaterra. Com um trabalho estável nos Estados Unidos, Jacob não pode ir embora com ela, mas se dispõe a tentar manter o relacionamento mesmo com a distância. 
    A espera entre eles é dolorosa e insuportável. Os diálogos travados e as ligações melancólicas me fizeram sentir a dor que eles também estavam sentindo. Jacob começa a sentir a diferença na personalidade de Anna. Anna não enxerga Jacob com os mesmo olhos. A distância dificultou as coisas, idas e vindas decepcionantes pelos dois continentes, términos e começos do mesmo relacionamento, novas pessoas entre eles. 
    Até o final do filme a incógnita sobre o final do casal é constante, mas a espera vale a pena. É um filme muito profundo e doloroso, com cenas bem construídas e diálogos muito sensíveis. Foi um dos meus preferidos de 2015, já assisti 3 vezes e indico muito.
    

In Your Eyes
(In Your Eyes)

    Rebecca (Zoe Kazan), a atônita esposa de um famoso médico, e Dylan (Michael Stahl-David), um ex-condenado buscando recomeçar a vida, descobrem estar conectados. O casal pode ouvir e ver um ao outro de maneira inexplicável, mesmo morando em lados opostos dos Estados Unidos. Para fugir da realidade fria que vivem, Dylan e Rebecca apoiam-se um no outro e, antes de conseguirem evitar, apaixonam-se perdidamente.
    É difícil falar sobre este filme. Ele é diferente de tudo que eu já vi, principalmente por ter um enredo fantasioso sem misticidade. Sem bruxas, sobrenaturalidade, vampiros, fantasmas: Rebecca e Dylan enxergam a realidade um do outro sem precisar de telefones, câmeras ou internet. Eles fazem tudo através da mente.
    O envolvimento deles é leve e despretensioso. Desde o inicio eles não têm intenção de se encontrar ou de ter uma relação que não de amizade. Tudo acontece aos poucos, mesmo que já esperado pelo espectador. É um filme que não exige exercício cerebral, mas é envolvente e divertido se assistido de mente aberta. Me envolvi mais com Dylan do que com Rebecca, mas torci pelos dois do começo ao fim.


     Todos os quatro filmes são incríveis e apaixonantes! Se forem assistir, recomendo que preparem o coração - e os lencinhos! Quero descobrir mais sobre esta categoria de filmes e me apaixonar ainda mais por ela. Se conhecerem mais alguns, por favor, não deixem de me contar nos comentários.
     Espero que tenham gostado do post e se interessado pelos filmes!

Vitoria

24 comentários:

  1. Desses filmes eu assistir "Love, Rosie" e adorei!
    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, né?
      Obrigada pela visita, querida <3

      Excluir
  2. Só não assisti Like Crazy os outros são lindos, eu chorei.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste Like Crazy, SÉRIO! Você vai amar.
      Obrigada pela visita, querida <3

      Excluir
  3. Fiquei mega interessada no primeiro!
    Achei a história incrível!
    Vou procurar!
    Beijos

    http://www.utilidadebobagem.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso! Assista, sério.
      Obrigada pela visita, querida <3

      Excluir
  4. Que dicas ótimas! Eu sou daquelas que também adora ver um filme pra chorar, eu me envolvo bastante com as personagens e me sinto identificada às vezes.Sinceramente prefiro bem mais drama amoroso do que comédia romântica, sei lá, tal vez porque eu seja uma drama queen nata rsrs.

    Vou anotar as dicas aqui, fiquei bem interessada nesse primeiro, algo me diz que vou gostar bastante.

    Beijos!

    www.poesiaemtranse.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou uma drama queen de carteirinha! hahahahah
      Obrigada pela visita, querida <3

      Excluir
  5. Oi, Vitória!
    Quero muito assistir Simplesmente Acontece, tenho certeza que chorarei litros.
    Boa semana!
    Big Beijos
    Lulu
    http://www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai chorar litros mesmo! hahahahah
      Obrigada pela visita, querida <3

      Excluir
  6. Que legal! Nunca vi nenhum, mas anotei a dica de todos, sou apaixonada por filmes.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito das dicas, estou precisando mesmo de novos filmes para assistir...
    E romances as vezes caem bem...
    Beijos!!

    www.impulsofeminino.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Romances sempre caem bem! hahahah
      Obrigada pela visita <3

      Excluir
  8. Adorei esse filmes que vc selecionou, gostei mto

    Bjss

    Linda Menina

    ResponderExcluir
  9. Só de ler o que você disse sobre esse "Six years" já deu até um aperto doido no coração!
    Já to prevendo que vou terminar de ver esse filme chorando em posição fetal kkkkkkkkk
    Sobre Simplesmente Acontece: ♥♥♥♥♥♥♥
    E os dois últimos também me interessaram bastante, quero ver todos logo!
    Beeijos

    http://jubaqueen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, se prepare para chorar muito com Six Years!!!!! SÉRIO!
      Beijo, beijo!

      Excluir
  10. Awn esse six years é muito bom. Amei demais.

    Beijos Amora
    Amoras com Classe

    ResponderExcluir
  11. AMOOOOOOO filmes que me faz chorar loucamente, mas acredita que eu acho que não vi NENHUM? EU queroooooo, netflix é vida, vou ver esses dias algum deles.

    beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
  12. Adoro filmes chorativos! hahahahah Meu noivo que não é muito chegado, mas eu amo!! Ainda não tinha visto nenhum desses e já anotei na minha listinha para ver!

    Beijinhos :)
    Bru Santos ❤
    www.queseame.com

    ResponderExcluir
  13. Adorei as dicas, não assisti nenhum desses, mas vai pra listinha! <3
    Assisti Meu porto seguro essa semana e ameeeei !
    bjuxxx
    www.taayvargas.com

    ResponderExcluir
  14. Vou confessar que não gosto muito de filmes pra chorar, porque uma vez que começo a chorar não consigo parar KLASJSDKALJDKJAKJDS Não assisti nenhum dessas, mas a sinopse de In Your Eyes me chamou a atenção e eu acho que eu poderia abrir uma exceção. Ainda não assinei o Netflix, mas vou deixar o nome dos filmes anotados pra quando eu tiver uma vontadinha de assistir algo chorativo xD

    Beijão, Vica, tenha um bom final de semana!
    Heey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahha também sou assim! Choro sem parar! Issooo, assiste mesmo!
      Beijos e obrigada pela visita <3

      Excluir
  15. Adoro, filmes desse tipo, já vou assistir, indica filmes de terror.
    gordinhaestilosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© BL Design - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo