9.2.13

Don't read, and if you do, don't believe


Eu não sei se você está lendo, muito menos se vai ler, e eu realmente espero que não leia. Eu só queria te pedir desculpas, sabe? Desculpas antecipadas, na verdade. Pretendo te deixar. Não agora, não nesse mês e talvez nem no próximo, mas pretendo. Sei que não vou conseguir assim tão rápido, por isso precisarei de meses me preparando. 

Não vou mais ir falar com você, e me desculpe por isso. Não vou mais lhe contar minhas piadas e muito menos rir das suas. Não quero mais saber das tuas musicas e você não vai mais ficar sabendo dos meus textos; me perdoe por isto também, sei que no fundo você gosta de saber sobre eles. Não vou te contar sobre meu dia, não vou te contar dos meninos que beijei e por favor, não me conte mais das meninas que você beijou. Não me conte também sobre as (muitas) que estão apaixonadas por você, nisso já basta eu. 

É que eu cansei, meu amor. Cansei de não te olhar nos olhos. Cansei de não saber como você é de verdade, e eu sei que você não quer que eu saiba, por isso estou indo embora. Eu sei que sou a unica que tu tem nesse mundo, e que vai doer, mas você mesmo me disse que não quer se importar… Não, melhor. Você mesmo já me disse que não se importa. “Estou pouco me fodendo.” E eu sei que é verdade. Não lhe culpo, amor. Eu também não deveria estar. Te prometo que não vai doer em você nem a metade que vai (e já está), doer em mim. 

Sei que vou andar pelo quarto usando uma camiseta larga, óculos e calcinha, não vou tirar os olhos da parede branca e vou passar horas ouvindo a playlist que me passastes uma vez. Sei também que vou olhar para o celular incessantemente; vou lhe digitar várias mensagens mas não terei coragem de enviar nenhuma. Vou passar na rua que nos conhecemos. Vou sentar-me no chão e olhar para todos os lugares que você passa todos os dias. Vou abrir teu facebook. Teu twitter. Todos os dias. Vou olhar tuas fotos e chorar, e me arrepender, e te desejar novamente, mas vai passar. 

Já superei tantos caras antes, por que não conseguiria dessa vez? Claro, nenhum era (como) você. Mas tenho esperança, não se preocupe, branquinho… Caso leia isso, lhe peço que por favor, não me conte que leu. Não piore o que já estou sentindo por você ter lido todas as coisas antes, eu só preciso de um tempo pra pensar. Tenho certeza que se você me chamar eu volto correndo pra ti, como fiz todas as outras vezes, mas por favor… Não me chame.”

- Em Tenebris. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© BL Design - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo